Click to listen highlighted text!Powered By GSpeech
Welcome to Cidade de Évora, Portugal - Evoracity.NET  Welcome to Cidade de Évora, Portugal - Evoracity.NET
segunda, 23 novembro 2015 17:41

Portugal, Espanha e França juntam-se para promover o carro elétrico

Portugal, Espanha e França querem criar um corredor comum de pontos de carregamento de veículos elétricos para promover a expansão desta solução de mobilidade e, com esse objetivo, vão apresentar uma candidatura conjunta a fundos comunitários, revelou ao Expresso o diretor-geral de Energia e Geologia, Carlos Almeida.

O documento que irá nortear a ação conjunta dos três países será assinado esta segunda-feira em Madrid, onde está a decorrer o Congresso Europeu do Veículo Elétrico, em cuja abertura Portugal foi representado pelo diretor-geral de Energia e Geologia.

A declaração dos três países irá também integrar uma apresentação desta iniciativa conjunta durante a conferência do clima de Paris (COP21).

O objetivo desta iniciativa é que os três países estejam ligados por uma rede de estradas em que haja infra-estruturas de carregamento rápido de veículos elétricos com características comuns, que facilitem a um mesmo utilizador o recurso aos pontos de carregamento para deslocações entre Portugal, Espanha e França.

No Congresso Europeu do Veículo Elétrico, em Madrid, participam várias entidades portuguesas, que estão a mostrar as suas soluções. São os casos da Efacec, Magnum Cap e CEIIA - Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel.

Segundo dados da ACAP, de janeiro a setembro deste ano foram vendidos em Portugal 405 carros elétricos, depois de em todo o ano 2014 terem sido comercializados 216 automóveis deste tipo.

sexta, 20 novembro 2015 17:07

Câmara de Évora aprovou impostos municipais e taxas para 2016

O Executivo da Câmara Municipal de Évora aprovou nesta reunião um conjunto de impostos municipais e taxas que, à semelhança de anos anteriores, são aplicados nos seus valores máximos. Isto decorre das exigências legais de cumprimento do contrato de empréstimo (PAEL) assinado em 2013, ao qual o atual Executivo não pode sobrepor-se, apesar de discordar e estar a procurar mecanismos legais que permitam ultrapassar essa gravosa e injusta situação. Todas as propostas foram aprovadas por maioria com duas abstenções (PS)

A proposta de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) respeitante a 2015 e a cobrar em 2016, aprovada pela Câmara e a enviar à assembleia Municipal foi a seguinte: Prédios Rústicos (0,8%); Prédios Urbanos (0,5%), minorar em 30% a taxa de IMI definida para as zonas urbanas das freguesias rurais por serem áreas territoriais em despovoamento e majorar em 30% a taxa aplicada aos prédios urbanos degradados e/ou devolutos.

Mereceu também aprovação que a participação variável no IRS, prevista no art.º 26º, nº1 do Regime Financeiro das Autarquias Locais e das Entidades Intermunicipais, seja de 5% para 2016.

Foi também aprovado o lançamento da Derrama para 2016, bem como seu envio à Assembleia Municipal, sendo este de 1,5% sobre o lucro tributável sujeito e não isento de imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas (IRC), que corresponda à proporção do rendimento gerado na sua área geográfica por sujeitos passivos residentes em território português, que exerçam, a título principal, uma atividade de natureza comercial, industrial ou agrícola e não residentes com estabelecimento estável nesse território. Propõe-se ainda o lançamento de uma taxa reduzida de 0,5 % de Derrama para os sujeitos passivos com volume de negócios no ano anterior que não ultrapasse os 150 mil euros.

A Câmara aprovou ainda a Taxa Municipal de Direitos de Passagem, a aplicar às empresas de comunicações eletrónicas acessíveis ao público, em local fixo, em 0,25% sobre a faturação mensal, para 2016, que será enviada também para deliberação em Assembleia Municipal. Uma taxa que a autarquia considera que deveria ser paga pelas empresas operadoras e não pelos clientes e que, para que tal aconteça exige alterações à lei actualmente em vigor.

Foi aprovado por unanimidade a emissão de parecer prévio vinculativo para aquisição de serviços de reparação de uma viatura lava contentores, no valor de 8.700,00 euros acrescido de IVA.

Por proposta da Vereadora Cláudia Sousa Pereira e aceite por unanimidade, a Câmara Municipal de Évora enviará à Câmara Municipal do Porto um voto de pesar pelo recente falecimento do Vereador da Cultura daquela autarquia, Paulo Cunha e Silva.

segunda, 16 novembro 2015 12:21

Empresa francesa projecta nova fábrica de componentes para aeronáutica em Évora

Em declarações à agência Lusa, o director-geral da Lauak Portuguesa, Armando Gomes, afirmou que "a decisão ao nível do grupo Lauak foi tomada", estando a multinacional a trabalhar no "dossier de investimento" do projecto.

"O projecto está no início. Estamos a consolidar o plano de negócios e a verificar quais são tipologias das máquinas que vamos comprar" para a futura fábrica, adiantou o responsável. A nova unidade fabril da francesa Lauak vai "nascer" num lote, com cerca de 20 mil metros quadrados, do Parque da Indústria Aeronáutica de Évora, onde já funcionam duas fábricas da construtora aeronáutica brasileira Embraer.

Segundo o director-geral da Lauak Portuguesa, "será [constituída] uma empresa nova", que vai criar um "centro de excelência dedicado à maquinação, engenharia e pesquisa e desenvolvimento".

"Decidimos que todas peças estruturais em alumínio inferiores a dois metros, que actualmente são produzidas em França, serão feitas em Portugal por esta nova empresa que vai ser constituída em Évora", referiu.

As fábricas da multinacional em França, precisou, manterão a produção de peças em "metais duros", que integram "as partes quentes do avião", como titânio, inox ou outras matérias desse tipo.

O responsável escusou-se a revelar o valor do investimento previsto, assim como o número de postos de trabalho que vão ser criados, remetendo a divulgação dos dados para Janeiro, quando "o plano de negócios já estiver completamente consolidado".

O grupo Lauak já possui uma fábrica de componentes para a indústria aeronáutica em Setúbal, que emprega cerca de 350 trabalhadores e que produz componentes para a Airbus e Embraer, entre outras construtoras.

No Parque de Indústria Aeronáutica de Évora funcionam duas fábricas da construtora aeronáutica brasileira Embraer, uma de estruturas metálicas e outra de materiais compósitos, e encontram-se em fase de instalação as unidades fabris da Air Olesa e da Mecachrome.

Pesquisar no Google

Canal nº 186169 – Portal Evoracity.NET no MEO Kanal
Canal nº 128300 – Mobilidade Elétrica no MEO Kanal

Código QR

QR Code

Publicidade

Click to listen highlighted text!Powered By GSpeech