Click to listen highlighted text!Powered By GSpeech
Welcome to Cidade de Évora, Portugal - Evoracity.NET  Welcome to Cidade de Évora, Portugal - Evoracity.NET
quinta 17 Ago. 2017
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

terça, 14 outubro 2014 08:28

Évora: Tradição oleira de São Pedro do Corval em exposição

Escrito por 

A mostra, hoje divulgada, vai estar patente, até ao dia 17 de novembro, na Casa de Burgos, no centro histórico de Évora e sede da Direção Regional de Cultura do Alentejo, sendo promovida no âmbito do projeto Trienal no Alentejo (TnA).

A instalação, concebida a partir de uma residência da artista na região, no ano passado, faz uso da tradição oleira de São Pedro do Corval e expõe "vasos de cerâmica num fluxo contínuo que simboliza o património cultural presente nos objetos arqueológicos", explicou hoje a TnA.

A partir de uma abertura no fundo da sala, continuou a organização, "é exposto um fluxo de potes quebrados que desliza para o chão, como se saísse de um forno ou emergisse de escavações arqueológicas no subsolo".

Esse fluxo de potes de argila "ocupa o espaço, simbolizando uma medida temporal que reconstrói a História", acrescentaram os promotores, referindo que o trabalho vai poder ser visitado na sala de estilo gótico-mudéjar no piso térreo da Casa de Burgos.

Quanto ao título escolhido, "Dormente de Mó", segundo a TnA, é a expressão arqueológica utilizada para identificar a base dormente de uma mó pré-histórica.

Além disso, realçaram, trata-se do "nome dado ao menir 52 do cromeleque dos Almendres", nas imediações e Évora, "denominado tradicionalmente 'sítio das pedras talhas', sítio das pedras em forma de um grande vaso".

A par de uma visita à olaria do Corval, a artista francesa, quando esteve no Alentejo, deslocou-se ao recinto megalítico dos Almendres, "o maior conjunto de menires estruturados da Península Ibérica", lembrou a TnA.

Perrine Lacroix estudou na Escola Superior de Artes Decorativas de Paris e foi diretora do Museu de Arte Contemporânea de Meyzieu, de 2000 a 2004.

Como complemento à instalação, vai ainda ser exibida a sua obra em vídeo intitulada "Winfried", que evoca a evasão da última vítima do muro de Berlim, em março de 1989.

A programação de 2014 da Trienal no Alentejo, evento organizado pela Associação Aspas e Parênteses, pretende trazer à região alguns dos mais significativos nomes da arte contemporânea.

As obras, inspiradas pelo património e imaginário alentejano, são produzidas e instaladas na região, mas também noutros locais, para que sejam "veículos de promoção e divulgação nacional e internacional da especificidade e riqueza" da cultura do Alentejo.

Já este mês, a TnA inaugurou outras quatro exposições em Évora, dos artistas Ricardo Calero, Rodrigo Bettencourt da Câmara, Michael Petry e Eugenio Ampudia.

Ler 814 vezes Modificado em quarta, 22 outubro 2014 22:50

Pesquisar no Google

Canal nº 186169 – Portal Evoracity.NET no MEO Kanal
Canal nº 128300 – Mobilidade Elétrica no MEO Kanal

Código QR

QR Code

Publicidade

Click to listen highlighted text!Powered By GSpeech