Click to listen highlighted text!Powered By GSpeech
Welcome to Cidade de Évora, Portugal - Evoracity.NET  Welcome to Cidade de Évora, Portugal - Evoracity.NET
quinta, 14 maio 2015 10:47

À descoberta da Évora muçulmana

Escrito por 

O seu a seu dono. Podia ser o lema que coroa a exposição "Yábura, uma cidade do Al-Andalus" patente no Convento dos Remédios. Afinal, durante anos os eborenses assistiram a inúmeras campanhas arqueológicas um pouco por todo o centro histórico e muitos dos vestígios encontrados são agora devolvidos à cidade e aos seus habitantes, depois de um processo de inventariação e tratamento.

O que está exposto é apenas uma pequena parte do que foi encontrado e, neste caso concreto, são testemunhos da ocupação islâmica e do porquê de Yábura, nome pelo qual se conheceu Évora entre os séculos VII a XII, ter sido descrita como cidade grande do al-Andalus (região na qual se integrava).

Quem visitar a exposição vai encontrar uma "Évora que, se calhar, ninguém pensa que houve, sobretudo neste período de grandes ódios ou até de tensões raciais", explica à Renascença Cármen Almeida, da Câmara de Évora e responsável pela mostra.

"Vamos todos redescobrir que o período islâmico, embora enterrado e longe da memória de muitos, está bem presente através de vestígios materiais que evidenciam a revitalização urbana e o fortalecimento da rede comercial entre Évora e as diversas regiões do Andalus", esclarece a responsável.

Os visitantes podem contar com o auxílio de legendas que permitem estabelecer uma correspondência entre o que se imagina que seria nessa altura, "com base nos vestígios e por analogias históricas", com o que é hoje a cidade.

As novas tecnologias dão o seu contributo. A exposição oferece "um conjunto de produtos multimédia através do recurso à tecnologia tridimensional, nomeadamente uma reconstituição do que seria hipoteticamente a Yábura, cidade islâmica" acrescenta a responsável.

Porque se deve ver esta exposição?
É uma oportunidade para ajudar o cidadão comum "a perceber o que foi esta cidade no período islâmico, a sua importância e o quanto foi marcante para a sua história, desenvolvimento e até mesmo na ocupação do espaço urbano da cidade", explica.

"Todos temos no nosso ADN, os nossos habitantes, algo de um período de ocupação islâmica e é importante que interiorizemos estas questões, sobretudo nestes momentos conturbados que estamos a viver. É bom termos consciência de como alguns aspectos culturais e civilizacionais são relativos", realça a coordenadora da exposição.

Por outro lado, "é importante para o cidadão de Évora perceber as diferentes camadas, por assim dizer, de que é feita a cidade e depois de anos de trabalhos até incomodativos para o dia-a-dia da cidade, é agora possível verem o que foi feito e compreenderem melhor o trabalho realizado".

"É um reencontro com essas peças e a sua relevância para a construção da nossa identidade enquanto eborenses, conclui.

Um programa de animação cultural complementa a exposição que teve a colaboração da Universidade de Évora, Direção Regional da Cultura do Alentejo, Museus de Évora e Arqueológico Provincial de Badajoz, Campo Arqueológico de Mértola e autarquia de Montemor-o-Novo.

Pode ser visitada até Setembro, com entrada livre, e visitas guiadas aos sábados.

 

Fonte: Renascença

Ler 1304 vezes

Pesquisar no Google

Canal nº 186169 – Portal Evoracity.NET no MEO Kanal
Canal nº 128300 – Mobilidade Elétrica no MEO Kanal

Código QR

QR Code

Publicidade

Click to listen highlighted text!Powered By GSpeech