Click to listen highlighted text!Powered By GSpeech
Welcome to Cidade de Évora, Portugal - Evoracity.NET  Welcome to Cidade de Évora, Portugal - Evoracity.NET
segunda, 17 outubro 2011 20:34

FIKE apresenta 55 filmes em competição

Escrito por 

Um total de 55 filmes, de 23 países, vai estar em competição no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Évora (FIKE), que decorre a partir de terça-feira em Alandroal e Évora.

João Paulo Macedo, director do certame, adiantou à agência Lusa que, além dos filmes em competição, vão ser apresentadas outras 70 curtas-metragens em mostras paralelas, quase todas em «estreia absoluta», totalizando 125 filmes ao longo do festival.

Em competição, indicou o diretor do FIKE, estarão diversos géneros cinematográficos, com destaque para os filmes de animação, ficção e documentário, oriundos de países como Portugal, Espanha, Brasil, Itália, Irão, Suécia, Holanda e Alemanha, entre outros.

Organizada pela Sociedade Joaquim António Aguiar e pelo cineclube da Universidade de Évora, em parceria com a associação Estação Imagem, o FIKE prolonga-se até dia 30 deste mês, num ano em que comemora o 10º aniversário.

Os primeiros dias do festival vão decorrer no Fórum Cultural Transfronteiriço de Alandroal, estando previstas sessões de cinema para crianças e jovens, uma mostra que inclui o documentário «Culturas de Resistência», da realizadora brasileira Iara Lee, e duas mostras de curtas-metragens de Portugal e do Brasil.

Já em Évora, o certame vai dividir-se pelos auditórios da Universidade de Évora e Soror Mariana, sendo um dos principais destaques a participação do músico Paulo Furtado, o The Legendary Tigerman, que vai apresentar o conjunto de curtas-metragens que realizou para o projeto «Femina».

Outro dos destaque, «pela sua actualidade e pelo seu caráter humanista», é o projeto «Tu e eu, filmes sobre a identidade", da diretora do Festival de Cinema de Jerusalém, Gilli Mendel, que envolve jovens israelitas e palestinianos.

No último dia do certame, dia 30, será homenageado o cineasta luso-brasileiro Silvino Santos, considerado «o pai do cinema documental na Amazónia», com a exibição do filme mudo «No País das Amazonas», de 1923.

FONTE: http://www.tvi24.iol.pt

 

Ler 1890 vezes Modificado em quinta, 23 outubro 2014 14:23

Pesquisar no Google

Canal nº 186169 – Portal Evoracity.NET no MEO Kanal
Canal nº 128300 – Mobilidade Elétrica no MEO Kanal

Código QR

QR Code

Publicidade

Click to listen highlighted text!Powered By GSpeech